Participantes

 

 

 

01 - Ilze Soares
02 - Antonio Barroso(Tiago)
03 - Marcial Salaverry
04 - Naidaterra
05 - Naiara Barbedo
06 - Duda Cagnani
07 - Magaly Zingaro(Maga)
08 - Mª Rosa Amaro
09 - Helena Luna
10 - Eri Paiva

 

11 - Luiza Benício
12 - Ednei F. dos Santos
13 - Isabel Passos
14 - Hebe Silva
15 - Malu Novo
16 - Sonia Salete
17 - Ceres Marylise
18 - Humberto - Poeta
19 - Jerson Brito
20 - Gislaine Canales

 

 

 

 

 Sereias do Mar

Ilze Soares

Belas sereias habitam o mar
e em suas ondas põem-se a brincar.
As longas cabeleiras ficam bailando
num constante ir e vir,
com o brilho do sol a refletir...
Quando a lua vem chegando
para com seus raios a Terra iluminar,
essas sereias faceiras começam a entoar
o cântico doce que na praia podemos ouvir...
É um suave marulhar,
que parece a todos encantar,
convidando-nos para com elas sonhar.
Gostam de prendas receber
e demonstram sua alegria em suaves carícias
de ondas que nossos pés vêm beijar...
E quando delas o homem parece esquecer,
sua revolta faz o mar se agitar
em grandes ondas, que podem danos causar.
É como se estivessem a nos lembrar:
Estou aqui, venham me admirar...
Cuidem de mim, não deixem o mar acabar!

 

 

 

 

 NOITE DE LUAR

O sol cai, ao longe, de repente,
E a alma parece voar
Para além da eternidade.
A estrela cadente
Que cruza o céu, é a realidade
A navegar
Por toda a imensidão.
Os passos me arrastam
À praia deserta
Para a contemplação
Deste entardecer de calma.
Os sonhos não bastam
Para consolar a alma
De tantas memórias.
Não posso, nem quero detê-las,
Assim,
Acabo a dar por mim
Deitado na areia,
Na evocação duma sereia,
E a contar histórias
Às estrelas.

António Barroso (Tiago)

 

 

 

 

 O ABRAÇO DO MAR

Marcial Salaverry

Sempre é gostoso sentir o abraço do mar...
É como nosso amor a nos abraçar...
Desperta doces sensações,
renova as emoções,
sempre tem uma reação de causa e efeito,
trazendo um relaxamento perfeito...
Como num ato de amor,
sentimos um doce torpor...
A sereia com misterioso cântico
a nos chamar,
como querendo seu amor entregar...
Ao vai e vem das ondas nos entregamos,
como quando amamos...
Ser pelo mar abraçado,
pelo canto da sereia enlevado
é como receber um carinho apaixonado...
É doce e suave o amor no mar...
amar o mar... no mar amar...
Se há mar... amar...

 

 

 

 


MEU MAR...

Só nós dois é que sabemos
tantas e quantas vezes
estivemos juntos...
Foram muitas passagens,
idas e voltas, alegrias
e tristezas confidenciamos,
tudo entre nós foi
revelado...
O mar não envelhece
e nem morre, está sempre
e me esperar...
Eu digo a ele que um dia
não volto mais, ele me responde
que sempre existirá em qualquer
lugar que eu desejar...
Meu mar...

Naidaterra

 

 

 

 

 Sereia

Naiara Barbedo

Iara sereia
das águas salgadas
és rainha
do meu coração és madrinha.
Teu canto
é acalanto
tua energia
guarda todo encanto
beleza e magia.
Teu lar
é o mar
grande mãe
Yemanjá.

 

 

 

 

Águas que podem amar

Ah, o amor.
Um amanhecer de Outono onde timidamente o sol se esconde.
Deixo-me sentir saudoso e dedicado por tua lembrança.
Uma leve brisa fria esvai-se sobre meu semblante, tendo meu andar numa úmida areia de pura emoção.
Sinto tua falta por minutos que sejam e anseio em demasia não perdê-la.
Deixo-me sonhar, sem mesmo tê-la ao lado com as mãos entrelaçadas.
Deixo-me sonhar que és minha a todo novo alvorecer.
Deixo-me sonhar que em sensação única emergirá das águas a me fitar.
Sigo só diante da vastidão do mar a te esperar.
Hoje sinto tanto a falta de amar.

Duda Gragnani 2009

 

 

 

 

 Sereia

Magaly Zingaro
(Maga)

Sereia minha linda sereia,
quando se põe a cantar
sua melodia entoar,
nas águas salgadas do mar.
Me ponho sempre a escutar
antes de ir trabalhar,
com muito respeito pelo mar,
me ponho a sonhar!

 

 

 

 

Sereia

Maria Rosa Amaro

A onda do mar,
Dançando faceira,
Chega carinhosa,
Beijando a areia.
Parece dengosa,
Mocinha brejeira,
Querendo amar.
O embalo elegante,
No seu vai e vem,
Na areia brilhante,
Com som retumbante,
Chamando alguém.
Mar enfurecido,
Com ar relutante,
Na doce areia,
Fica enfraquecido,
E a bela sereia,
Nas noites de lua,
Encanta a paisagem,
Com sua alma nua,
Fazendo homenagem,
Pra onda do mar,
Que está a beijar.

Rosamaro.

 

 

 

 

 SEREIA DO MAR


Mar que esconde mil segredos,
que adentro um pouco a medo
pra descobrir o tesouro,
o baú cheio de ouro,
que algum poeta esqueceu
e, pra sempre, se perdeu.
O tesouro não encontro,
mas descubro presto e pronto
deslizando pela areia,
envolvida em tênue bruma,
uma sereia, qual pluma,
que as ondas embalam a sonhar.
Visão que me prende e encanta,
tal frescor e graça tanta...
a linda sereia do mar.

Helena Luna

 

 

 

 

SEREIA DO MAR

Eri Paiva

Quando fores ao mar,
Com a intenção de pescar,
Fique esperto, amor meu,
Com certeza, estarei lá...

Tua presença espreitando,
Lá do fundo... serpenteando,
Montando por sobre as ondas,
Subirei, feliz, cantando...

Sou tua sereia do mar!
Vou outra vez te encantar,
Tem muita força e poder,
O brilho do meu olhar...

Meus olhos em ti pousando,
Os teus vão logo indicando
Fluidos de amor pelo ar
Eu vou ficar te esperando...

Nas ondas verdes do mar,
Vou te amar, te enfeitiçar...
Sou tua sereia do amor,
Vem meu amor, vem pescar!

Em 20.05.2009

Publicado no Site da Magriça
http://www.notivaga.com.br/

 

 

 

 

SEREIA

Luíza Benício

Dizem que a sereia aparece prateada,
Nas noites de preamar.
Saltitante entre as brumas,
Vai afastando as espumas
Para aparecer ao luar...
E brilha tanto, que às vezes
Ofusca o próprio luar

 

 

 

 

OS ENCANTOS SEREIÍSTICOS!

Ednei Freires dos Santos

Oh, bela forma de mulher aquilina
Onde teu canto exala erotismo
E enfeitiça o mais frio dos homens
Tu, sereia desejável
Que em seus enigmas marítimos
Nos seduz em prazeres profundos
Eu humilde marujo, me rendo as sereias de Circe
E deixo-me levar por flautas encantadas
E olhares azuis como o mar
Onde desejo essa linda cauda ondulante
E me veja a bailar
Num canto místico de sonoras indecifráveis
Te adoro, sereia grega,
Minha Marmeid e por ti
Ate Poseidon eu enfrentaria
Por teu amor abissal...

 

 

 

 

SEREIAS DO MAR

Isabel Passos

As Sereias do Mar
a todos querem encantar.
Canta linda Sereia do mar,
teu belo canto faz sonhar
aqueles que te ouvem, e estão a amar...

Sonhei que era uma Sereia...
Com algas fiz uma teia,
para nela te enredar
e, eternamente te amar no mar...

Meu canto irás escutar...
com ele vou te enfeitiçar,
ficarás sôfrego de beijos,
ávido de amor e louco de desejos...

Depois de tanta magia,
a noite se fez dia.
Acordando, parei de sonhar,
mas não de te amar...

As Sereias, com seu encantamento,
entoam seu canto,
invocando o amor a todo momento...

 

 

 

 

Sereias do mar

As sereias
Que habitam o mar
Com seu canto
Vem a todos encantar
E presentes
Gostam de ganhar...
Flores...
E perfume...
Para homenagear
A rainha do mar.

Hebe

 

 

 

 

Sereia

O mar sereno em calmaria
Um sono tranquilo dormia...
Pouco do seu movimento
Se ouvia...
Na rocha a sereia sorria...
A lua encantada dormia...
O pescador com certeza
Apaixonado ficaria...
Com toda a sua beleza
Que resplandecia...
E, pelo seu cantar
Enfeitiçado morreria...

Malu Novo

 

 

 

 

 Sereia do mar

Sonia Salete

Oh! Sereia, Sereia amada!
Por que te escondestes debaixo das ondas do mar?
Procurei-te por toda parte...
Não vale de esconde-esconde, brincar...

Nos meus anseios,
Da cor do verde mar,
Cultivo uma pérola rara,
Bem no fundo de meu olhar...

Como as crianças, um dia
Poderás brincar de me achar...
Pois a eternidade é o tempo
Que estarei a te esperar !

25/05/2009 SP

 

 

 

 

 SEREIA

Ceres Marylise

Iça velas, zarpa em teu navio,
navega-me esta noite enamorado!
Solta o timão, atende ao teu arbítrio,
deixa-te percorrer no mar bravio!

Soçobra por meu mar amotinado,
até encalhar teu corpo junto ao meu!
Atira a âncora sem medo e calafrios,
sulca as ondas do meu amor molhado!

Apagarei o farol dos grandes mares,
alisarei a areia de uma praia
e abraçarei teu corpo renascida.

Fundirei teu navio aos meus pesares
e o teu amor, para que não te afastes,
amarrarei com os cabos de minha vida.

 

 

 

 

SEREIAS

Humberto - Poeta

São estranhas as sereias,
pois não têm pernas nem meias
rendadas em belo estilo...
Têm lábios de bom recheio,
têm bem firme cada seio,
o umbiguinho bem no meio,
mas não sei se têm aquilo!

 

 

 

 

MINHA SEREIA

Jerson Brito

Enfeita minh'azul imensidão
Encanta este carente navegante
Que a você busca, lasso e ofegante
Para lhe entregar um coração
Não fuja, tenha dó, sou todo seu
Não pense qu'esse amor adormeceu
Sereia, meu caminho e perdição

 

 

 

 

Glosando Gerson Cesar Souza
Gislaine Canales

CAMBORIÚ, SEREIA…

MOTE:

Camboriú, linda sereia,
sou teu poeta a cantar,
deitando trovas na areia,
banhando rimas no mar...
Camboriú, linda sereia,
praia mais bela do Sul,
minha alma, por ti, passeia
envolta em teu mar azul!
Vibra de amor o meu peito,
sou teu poeta a cantar,
e poetando é o meu jeito
de, em versos, te sublimar!
Sigo, em cada maré-cheia,
colhendo nova ilusão,
deitando trovas na areia,
escritas com o coração!
Teu Sol, enfeita meu dia;
minha noite – o teu luar;
me extasio de alegria,
banhando rimas no mar...

 

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

 

.~.~.VOLTAR.~.~.